Usinagem com ferramentas longas

Grinding machine for circular stone elborovym at high speed

Usinagem com ferramentas longas: 3 detalhes importantes

Cresce cada vez mais a demanda por peças e componentes totalmente personalizados para as mais variadas indústrias. Seja para um maquinário específico ou para um processo totalmente inovador, muitas dessas peças exigem furos mais profundos, que precisam ser feitos através da usinagem com ferramentas longas.

No entanto, esse processo é desafiador e, por isso, alguns detalhes e cuidados precisam ser observados.

É sobre isso que a Erominas vai falar aqui neste texto. Acompanhe!

>> Veja também:

Usinagem Industrial: porque contratar uma empresa especializada nesse serviço

Estratégias de usinagem: como escolher a melhor para seu projeto

Usinagem com ferramentas longas

Quando falamos da produção de peças grandes e, geralmente complexas, a usinagem com ferramentas longas pode ser o processo escolhido e necessário para esta produção. No entanto, usar ferramentas de comprimento mais estendido existe alguns cuidados.

Isso porque, por conta dessa longitude maior da ferramenta, ela pode ser mais desafiadora no quesito estabilidade, fixação e precisão da geometria. Existem casos, por exemplo, em que a profundidade com que o furo é executado acaba gerando um balanço na própria peça, o que pode acarretar em imprecisão no torneamento.

Nesses casos, alguns itens podem evitar esse tipo de problema. É o que vamos explicar a seguir.

3 detalhes importantes ao usar ferramentas de comprimento longo

Alguns itens podem (e devem) ser observados ao realizar a usinagem com ferramentas longas, de forma a garantir a máxima precisão, segurança e qualidade do processo.

  • Rigidez da máquina

Para evitar as vibrações que naturalmente possam ocorrer durante esse processo de usinagem, é possível aplicar e garantir ainda mais rigidez do sistema e do maquinário.

Isso pode ser feito, por exemplo, através de elementos estruturais rígidos e ainda mais reforçados, com acréscimo de materiais de alta rigidez.

  • Fixação sólida

Já a peça a ser usinada pode também passar por uma fixação, seja por grampos ou outra ferramenta, que a deixe o mais estabilizada possível do local de corte. Assim, de forma simples, ela confere mais segurança no momento da realização da usinagem.

  • Escolha do material

Ao desenhar-se o projeto de usinagem, já é possível verificar o tipo de corte necessário para a realização da geometria desejada.

Assim, a etapa de escolha do material também deve considerar, sendo o caso, as peculiaridades da usinagem com ferramentas longas. Isso quer dizer que é importante escolher materiais com mais rigidez e dureza e que absorvam menos vibrações.

Isso também pode minimizar os balanços próprios desse tipo de usinagem e facilitar a precisão do processo.

Assim, a usinagem com ferramentas longas, como tantos outros processos dentro desse setor, exige conhecimento técnico e processos de qualidade assegurados, que vão garantir a precisão da peça manufaturada.

Banner 1

Para esse e muitos outros tipos de usinagem, conte com a Erominas

A Erominas trabalha há mais de 20 anos fornecendo peças e ferramentas sob medida, de acordo com a necessidade de cada empresa. É por isso que entendemos como ninguém todas as diferenças e peculiaridades de cada processo de usinagem.

Traga sua necessidade para nós e deixe-nos transformá-la em projeto!

Acesse aqui para saber mais sobre nossas soluções ou clique aqui e solicite um orçamento sem compromisso.

Os comentários estão encerrados.

Solicitar Orçamento